sábado, 12 de novembro de 2011

Lareiras apaixonantes

Para meu trabalho de conclusão do curso de design de interiores (um loft urbano), tenho a possibilidade de aproveitar uma lareira já existente. Considerando que o loft localiza-se em Curitiba, seria até um pecado mandar fechá-la! Logo eu, que sou uma fã inveterada de lareiras - e nunca pude ter uma em casa =(

Lareiras são pontos de encontro. Dos momentos românticos do casal, do bate-papo gostoso da família, ou mesmo de um tempinho só pra nós. Junte-se a isso uma bela taça de vinho, uma mantinha de lã e o cenário está pronto!
Achei essa foto altamente inspiradora!
Lareiras são elementos bastante marcantes nos ambientes, principalmente nos residenciais. Hoje em dia encontra-se uma gama de materiais e formatos que enriquecem até o mais ousado dos projetos. Sejam encostadas na parede, de canto ou como divisórias entre ambientes, as lareiras conservam seu charme exclusivo e proporcionam muito aconchego onde são instaladas.

Separei algumas imagens de lareiras realmente apaixonantes. Escolha a sua, capriche na iluminação e nos materiais, e seja feliz! Encontrei até uma poesia no blog Solos Femininos e Solfejos Masculinos, que transcrevo abaixo:

INSCRIÇÃO PARA UMA LAREIRA


A vida é um incêndio: nela
dançamos, salamandras mágicas.
Que importa restarem cinzas
se a chama foi bela e alta?

Em meio aos toros que desabam,
cantemos a canção das chamas!
Cantemos a canção da vida,
na própria luz consumida...

Mário Quintana (nova antologia poética)



http://www.construtoralaguna.com.br/

"O bom funcionamento de uma lareira depende de técnica e certos cuidados, garantindo que a fumaça não invada a sala e nem haja perda de calor, o que requer um projeto e um dimensionamento adequados.

O aquecimento deve ser compatível com o tamanho do ambiente e número médio de pessoas que a freqüentam. Porém, a temperatura final é determinada pela quantidade de lenha queimada, além da correta conduçao e lançamento, pela chaminé, para o exterior dos gases liberados na combustao.

A estrutura de uma lareira é composta por tres partes fundamentais: caixa ou câmara de fogo, coifa ou caixa de fumaça, e duto ou chaminé. Cada qual desempenha funçoes específicas, mas interdependentes entre si.

Na caixa de fogo, o elemento principal é a chamada boca (a abertura da lareira para o ambiente), cujas dimensoes (altura e largura) devem estar de acordo com as medidas do local onde será instalada. Mais para dentro da caixa de fogo, onde se deposita a lenha, um outro segredo: a parede de fundo inclinada. Sua funçao é empurrar as ondas de calor rumo ao piso do ambiente. Assim, o ar aquecido, que é mais leve e tende a subir, faz aumentar a temperatura do ambiente.

Logo acima da caixa de fogo, vem a coifa, com formato semelhante a um funil de cabeça para baixo. Ela capta a fumaça, ao mesmo tempo que detém o ar frio que desce pela chaminé. Nessa etapa, é fundamental a garganta, uma abertura, regulável, cuja medida deve ser exatamente igual a área seccional do duto. Coifa e chaminé, em especial, garantem um funcionamento limpo do sistema, no que concerne a fumaça e a fuligem. A finalidade da garganta da coifa é conduzir a fumaça para fora e impedir que o ar frio desça pela chaminé e incida sobre o fogo, espalhando fumaça e cinzas, daí a importância de um bom dimensionamento.

A alvenaria substituiu os graúdos blocos de pedra antigamente utilizados nas lareiras. Além da alternativa de se contratar um pedreiro para construí-la, há modelos pré-fabricados a venda na forma de kits e em medidas padronizadas.

Geralmente confeccionadas em aço galvanizado, pintado de preto, as lareiras pré-fabricadas sao encontradas em duas versões: a tradicional, para ser revestida com alvenaria, e a de uso aparente. Nesse caso as paredes não são quebradas, bastando encostar o kit no canto escolhido e furar o teto para a passagem do duto.

Em termos de resultado, ambas se equiparam. A diferença é que a aparente, por não ser coberta pela alvenaria, esquenta e esfria com maior velocidade. Vale citar que o aço recebe tratamento para isolamento térmica, com resinas e até camadas internas de lã de vidro, a fim de evitar que os usuários se queimem. Quanto as dimensões, o mercado acabou por estabelecer algumas medidas de referência, como a relação entre a boca da lareira e o ambiente. O mais usual é encontrá-las para ambientes a partir de 100m3, para as quais se recomendam bocas de largura de 70cm por altura de 60cm, até ambientes com mais de 400m3, com bocas de 130 por 85cm."
 

http://www.decortop.com.br/

http://www.sempretops.com/

http://www.c4dbrasil.com/


http://www.decortop.com.br/

No quarto hein? Que delícia! - http://www.pousadaahavanoah.com.br/

Suspensa, super em alta - referans.wordpress.com

galeriadomarmore.blogspot.com

Essas também estão aparecendo bastante - http://www.decorandocomclasse.com.br/
E atualmente existe uma infinidade de lareiras! Além das tradicionais a lenha, temos a elétrica, a etanol, a gás... Nessa postagem, vocês encontram mais imagens de lareiras interessantes:
 
Fonte:
Revista Arquitetura & Construção - ABRIL/93 em http://www.construacerto.com.br/

2 comentários: